Blog Mulher & Negócio liviacroce

Como lidar com a síndrome do pensamento acelerado?

 

Como lidar com a síndrome do pensamento acelerado?

No mundo de hoje com a quantidade de informações que nós recebemos através de rádio, tv, internet, não conseguimos filtrar as informações relevantes e isso cria a síndrome do pensamento acelerado.

O que é?

É a velocidade exagerada de seus pensamentos, e que muitas vezes são pensamentos pessimistas. Eles são semelhantes à hiperatividade, causando transtorno de déficit de atenção, se tornam pessoas mais irritadas, com dificuldade em lidar com frustrações e contrariedades, com insatisfação crônica – eterna insatisfeita, falta de paciência com a lentidão do outro, que na verdade é sua aceleração excessiva.

Além disso, esses pensamentos acelerados diminuem sua qualidade de vida. Você já se pegou numa reunião de família e fica doida pra acabar sem ter um propósito específico, mas fica super ansiosa pra logo servir o almoço, a sobremesa e você poder ir embora?

Ou por exemplo, você sai com os amigos e de repente você percebe que está todo mundo feliz e se divertindo e você se diverte por alguns minutos e de repente você já está a fim de ir embora, porque não relaxa e não consegue desfrutar daquele momento?

Ou você só de pensar em fazer várias coisas durante o dia já te dá palpitação, falta de ar, dor de cabeça. Ou sente muita dor nas costas que é um dos pontos de maior tensão que temos, sabia? Mas dor muscular, não é dor de coluna, o que é bem diferente.

O que causa?

  • Excesso de informação
  • Excesso de atividade
  • Excesso de trabalho intelectual
  • Excesso de preocupação
  • Excesso de cobrança
  • Excesso de uso de celulares
  • Excesso de uso de computadores

 

O que pode acontecer?

1 Doenças psicossomáticas:

Ansiedade crônica (contínua) pode causar inúmeros sintomas e transtornos psicossomáticos: hipertensão, taquicardia, nó na garganta, queda de cabelo e doenças autoimunes.

Pode acelerar, desencadear ou influenciar na evolução de um enfarto ou câncer.

2 Comprometimento da criatividade

Uma pessoa com a mente hiper acelerada tem maior dificuldade de abrir as janelas da memória e elaborar respostas brilhantes nas situações estressantes. Pensar excessivamente bloqueia a inventividade e a imaginação.

3 Comprometimento do desempenho intelectual global

A longo prazo, esse pensamento acelerado, afeta o processo de observação, assimilação, resgate e organização de dados. Provas orais e escritas podem ser severamente afetadas por uma mente hiperpensante e hiperpreocupada com seu rendimento intelectual e com a opinião de pais e professores. O estresse crônico levado por esses pensamentos acelerados pode dificultar a abertura das janelas da memória e construção de raciocínio. Tipo aquela pessoa que vive esquecendo demais as coisas ou pessoas que vão falar e acabam esquecendo as palavras, os nomes dos objetos e não conseguem completar as frases.

4 Deteriorização das relações sociais

Uma mente hiperacelerada tem tendência a ser impulsiva, a não pensar antes de reagir e a ter baixo nível de paciência com filhos, amigos, cônjuge, colegas de trabalho. Esse comportamento compromete a afetividade, a estabilidade e a profundidade das relações interpessoais. Muitos casais começam sua relação no céu do afeto e terminam no inferno dos atritos.

5 Dificuldade de trabalhar em equipe e cooperar socialmente

Uma mente agitada tem maior dificuldade de expressar seus pensamentos, debater ideias, promover seus colegas, ser simpática (agradável) ou empática (olhar com os olhos dos outros). E, como vimos, uma pessoa hiperpensante pressiona todos a que acompanhem seu ritmo alucinante. Uma exigência quase impossível para os “simples mortais”, esses pensamentos comprometem a saúde psíquica, e com isso o futuro de várias empresas que tem pessoas bombas – prestes a explodir de tanta tensão!

Então meninas, não vamos ser escravas dessa síndrome do pensamento acelerado, vamos nos defender!

Como? Vamos combater o pessimismo, o conformismo, a autopiedade, o autoabandono, autopunição, o sentimento de culpa, a agitação mental.

Você lembra daquele desenho Lily e Hardi? Daquela hiena, ó vida, ó ceu, ó azar?! Esse é um dos pensamentos pessimistas

Exemplo de Conformismo: já estou tranquila, as coisas pra mim são sempre mais difíceis!

Exemplo de Autopiedade: eu não presto pra nada! Sou um lixo humano! Sou um inútil, ninguém gosta de mim!

Exemplo de Autoabandono: eu não vou na reunião da família, ninguém vai sentir minha falta mesmo, não vai fazer diferença.

Exemplo de Autopunição: eu sou uma burra em ter feito isso, não mereço mesmo ser feliz.

Exemplo de Sentimento de culpa: será que se eu tivesse feito assim teria sido diferente? Isso tudo é culpa minha!

Exemplo de Agitação mental: vou fazer a lista do mercado primeiro, a não, vou lavar o carro, ou é melhor limpar aqui? Quer fazer tudo ao mesmo tempo e pensa em tudo ao mesmo tempo e não esquematiza o que deve ser feito por prioridades e grau de importância.

Como combater?

Usando algumas técnicas: DUVIDAR, CRITICAR E DECIDIR.

Duvidar é fundamental, é o principio da sabedoria da filosofia. Tudo em que cremos nos controla, se essa crença for negativa, o medo pode ser um grande estimulador dessa síndrome, assim como a insegurança, ansiedade, impulsividade, irritabilidade, baixa autoestima, e preocupação excessiva.

A crítica é vital! Porque devemos criticar nossos pensamentos perturbadores e emoções angustiantes. As vezes criticamos muito os outros e esquecemos de criticar a nós mesmos. Vamos criticar nossa rigidez de pensamento, nossa mente agitada e pensamentos mórbidos.

E para finalizar, devemos ter determinação, que é o poder de decisão. Ter disciplina, autodeterminação e capacidade de lutar por nossos ideais e metas as quais nos propomos.

Agusto Cury nos fala que devemos duvidar de tudo o que nos aprisiona, criticar cada pensamento que nos fere e determinar estrategicamente aonde queremos chegar em nossa qualidade de vida e em nossas relações sociais são tarefas fundamentais do Eu. E ele ainda reforça: que duvidar e criticar vem antes de determinar para essa técnica de autoajuda poder ser eficaz.

Outro fator que devemos considerar para poder eliminar esses pensamentos acelerados é eliminando falsas crenças como: sentimento de incapacidade, complexo de inferioridade, timidez, conformismo, necessidade neurótica de ser perfeito (autocobrança), pensamento convicto de que está programado para ser deprimido, ter fobia social, dependência, ansiedade.

Há pessoas complacentes com os outros, mas implacáveis consigo mesmas. Com complexo de ser sempre o melhor, sabe como é? É uma necessidade ansiosa de ser o melhor profissional, o melhor amigo, o melhor pai ou a melhor mãe. Por isso sempre digo que devemos ter compaixão para consigo mesma, ser sua amiga e não sua inimiga.

Síndrome da máquina de trabalhar: os melhores profissionais não param nunca, são viciados em trabalhar, em realizar atividades, em construir, em inventar. Ser empreendedor é vital para ser um construtor de projetos, mas ser empreendedor em excesso é a melhor forma de destruir a própria saúde emocional. E aí o que acontece com esses profissionais? Acordam cansados, tem sempre dor de cabeça, dores musculares, ansiedade, sofrimento por antecipação, transtorno do sono, déficit de memória.

Sabia que se preocupar com o bem estar dos outros minimiza fantasmas que criamos em nossa cabeça e nos ajuda a desacelerar? Mas temos que tomar cuidado, pois ninguém pode nos frustrar mais do que as pessoas a quem nos doamos.

E sempre buscar qualidade de vida, como fazer caminhadas, exercícios, pinturas, costurar, bordar, crochê, tricô, tudo isso como hobbie, uma forma de fazer algo que goste e que te faça desligar do seu dia a dia e principalmente dos problemas.

E você tem andado com a memória ruim? Com falta de energia? Tome a vitamina MAXX SAÚDE pra você ficar com a máxima saúde!!! Você só encontra na Neofarma!! É isso aí é só ligar e pedir: 3271-2349 – Drogaria Neofarma!

 

Sobre o autor | Website

Lívia Croce é Coach de Líderes e Empreendedores

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!