Blog Dicas de Filmes liviacroce

O Senhor dos anéis

Entre 1937 e 1945, o escritor inglês J. R. R. Tolkien escreveu o livro pelo qual se tornaria conhecido. Criando toda uma mitologia própria, O Senhor dos Anéis foi dividido em três volumes para serem lançados entre 1954 e 1955. Inspirada em diversas obras da literatura, música, cinema, entre outros, a trilogia teve sua primeira versão para as telas em uma animação da década de 1970, que não obteve muito êxito. Apenas no final dos anos 90 é que Peter Jackson decidir criar uma versão definitiva para a história escrita durante a Segunda Guerra.

Na Terra Média, no Condado onde vivem os hobbits, acontece o aniversário de Bilbo, que dá a seu sobrinho, Frodo Bolseiro, um misterioso anel. Logo, com a ajuda do mago Gandalf, o jovem descobre que a jóia é mágica e seus poderes podem ter conseqüências terríveis para quem usar e para o resto do mundo. A melhor coisa a fazer é queimá-lo no mesmo local onde foi forjado por Sauron, o Senhor das Trevas, a Montanha da Perdição. Para isso, Frodo forma A Sociedade do Anel, com os hobbits Sam, Merry e Pippin, o elfo Legolas, o anão Gimli, os humanos Aragorn e Boromir, e Gandalf, para juntos destruírem o artefato.

A tarefa, porém, se mostra bastante difícil para o grupo, que acaba se separando em As Duas Torres. Apenas Frodo e Sam seguem o caminho para a montanha. O mago Saruman, que se mostra uma ameaça ao grupo, domina o rei de Rohan. Por isso, Legolas, Aragorn e Gimli vai até o reino para ajudar os soldados fiéis, tentando quebrar o feitiço que se abateu sobre o monarca. Mesmo com a ajuda deles, parece que nada poderá deter o poderoso exército de Saruman. Enquanto isso, os medrosos Merry e Pippin conseguem encontrar os Ents, árvores humanóides que aceitam ajudar os pequenos amigos.

A vitória sobre os soldados de Saruman não representa o fim dos problemas dos heróis, já que o exército de Sauron, muito mais poderoso, está intacto. Em O Retorno do Rei, os já cansados Frodo e Sam encontram um ajudante não tão confiável. Gollum, foi um dos antigos portadores do anel e isto o deixou mesquinho. Apesar dele saber o caminho para as montanhas, sua personalidade pode trair o grupo, para que ele sinta novamente o poder de possuir de novo o acessório. Mesmo com as desconfianças de Sam, os três seguem para seu objetivo, tentar destruir o anel e salvar a Terra Média.

Os filmes foram grandes sucessos de público e crítica. Os três conseguiram alcançar um lugar entre os quinze mais vistos de todos os tempos e, juntos, arrecadaram US$ 2,9 bilhões, além de 17 prêmios Oscar, num total de de 30 indicações. A trilogia foi toda filmada ao mesmo tempo, na Nova Zelândia, e teve um orçamento de US$ 280 milhões. Com isto, o diretor Peter Jackson alcançou um patamar de respeito na indústria de Hollywood. E o novo projeto do cineasta é justamente os dois filmes baseados no livro O Hobbit, também de Tolkien, que conta a história de Bilbo, tio de Frodo.

Via: guia da semana

Sobre o autor | Website

Lívia Croce é Coach de Líderes e Empreendedores

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!